user

user

Enrique Iglesias inicia sua nova visita à Universidade de São Paulo com uma palestra, aberta ao público, na qual irá discutir como e quanto a América Latina pode impactar a arena econômica internacional.

A conferência acontece dia 23/04/2014, quarta-feira, às 10:00 na Sala da Congregação da FEA-USP.

Estão abertas as inscrições, de 09/04 a 22/04/2014, para os alunos de pós-graduação da Universidade de São Paulo, atinente ao grupo de pesquisa vinculado ao segundo ciclo da Cátedra José Bonifácio, que terá o Prof. Enrique Iglesias como coordenador.

Acesso ao Edital: Edital para Grupo de Pesquisa 2014 - Cátedra José Bonifácio

Quinta, 27 Março 2014 17:45

Ricardo Lagos na USP

Ricardo Lagos encerra Cátedra José Bonifácio 2013

Ricardo Lagos proferiu sua última conferência enquanto titular da Cátedra José Bonifácio, debatendo os "Desafios Poíticos da América Latina no Século XXI"

Quinta, 08 Maio 2014 16:43

Conferência RIBEI

4ª Conferência Internacional da RIBEI

Enrique Iglesias assume como titular da Cátedra José Bonifácio 2014

D. Ricardo Lagos, ex-presidente do Chile e primeiro titular da Cátedra José Bonifácio, proferirá palestra, no âmbito dos Seminários CIBA, sobre os Desafios da Governança na América Latina, com a moderação do Prof. Alberto do Amaral Jr.
 
Data: 19 de Março de 2014, Quarta-feira, às 19h30.
Local: Sala da Congregação, Faculdade de Direito da USP, localizada no Largo São Francisco, 95.

Para mais informações: (11) 3091-8353 ou O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

XXIII CÚPULA IBERO-AMERICANA  DE CHEFES DE ESTADO E DE GOVERNO Cidade do Panamá, 18 e 19 de outubro de 2013
Resolução sobre a Renovação da Conferência Ibero-Americana

As Chefes e os Chefes de Estado e de Governo, reunidos na XXIII Cúpula Ibero-Americana, na Cidade do Panamá, com o propósito, entre outros, de proceder à renovação da Conferência Ibero-Americana e à Reestruturação da Secretaria-Geral Ibero-Americana, agradecem à Comissão dirigida pelo ex Presidente do Chile, Ricardo Lagos, e também integrada pela ex Ministra dos Negócios Estrangeiros do México, Patricia Espinosa, e pelo Secretário-Geral Ibero-Americano, Enrique V. Iglesias, as propostas incluídas no Relatório Uma reflexão sobre o futuro das Cúpulas Ibero - americanas ;

Destacando que a Ibero-América é herdeira de um vasto acervo de princípios, valores e de cultura e raízes históricas comuns; 

Reconhecendo que o processo de construção histórica da Comunidade Ibero-Americana, mantém a sua abrangência e vigência, enriquecida na sua multiculturalidade e plurietnicidade.  

Considerando as transformações mundiais que tiveram lugar desde a criação da Conferência em 1991, e particularmente o surgimento de novos fóruns regionais na América Latina e nas Caraíbas; 

Reiterando uma vez mais que a identidade ibero-americana está fundamentada na cultura.  Tomam nota das Conclusões Gerais da Presidência da Reunião Extraordinária de Ministros dos Negócios Estrangeiros emitidas no Panamá no termo desse encontro, dia 2 de julho deste ano, que incluem os elementos que centraram os debates dos Ministros. 

Em conformidade, resolvem:

A. Identificação de novas prioridades e renovação da Cooperação Ibero-Americana.

1. Dar prioridade, no âmbito ibero-americano, ao tratamento dos temas da agenda política que sejam de interesse comum, promovendo aqueles nos quais a Conferência tem um acervo próprio e um valor acrescentado. 

2. Concentrar as atividades da Conferência Ibero-Americana em torno de grandes áreas de ação, tais como os Espaços Ibero-Americanos do Conhecimento, da Cultura, da Coesão social, da Economia e da Inovação e de outros espaços nos quais tem vantagens comparativas.

3. Aprovar as novas Diretrizes para a Cooperação Ibero-Americana adotadas pelos Responsáveis de Cooperação ibero-americanos e encomendar à SEGIB, em coordenação com os Responsáveis de Cooperação, o início do seu processo de implementação.  

B. Melhoramento da organização das Cúpulas

4. Estabelecer uma periodicidade bienal das Cúpulas de Chefes de Estado e de Governo a partir da XXIV Cúpula, que terá lugar no México, em 2014, de modo a que se estabeleça uma alternância entre as Cúpulas ibero-americanas e as Cúpulas CELAC- UE. 

5. Alargar o espaço dedicado ao diálogo privado entre as Chefes e os Chefes de Estado e de Governo num Fórum de Reflexão sobre o tema central da Cúpula e outros assuntos de particular interesse político. 

6. Adotar nas Cúpulas de Chefes de Estado e de Governo, a partir de 2014, um documento conciso e operacional que inclua medidas concretas e mensuráveis. As Chefes e os Chefes de Estado e de Governo poderão, além disso, aprovar uma comunicação
política sobre o conteúdo dos debates no Fórum de Reflexão, que poderá ser acompanhada por um relatório da presidência da Conferência, e poderão também adotar Comunicados Especiais.    

7. Nos anos em que se realizar a Cúpula de Chefes de Estado e de Governo, os Ministros dos Negócios Estrangeiros, os Coordenadores Nacionais e os Responsáveis de Cooperação reunir-se-ão, como até agora. As Reuniões Ministeriais Setoriais serão programadas de forma bienal a partir de 2015 e terão lugar de acordo com o calendário estabelecido. 

8. Nos anos em que não se realizar a Cúpula de Chefes de Estado e de Governo, reunir-se-ão os Ministros dos Negócios Estrangeiros, precedidos por reuniões de Coordenadores Nacionais e de Responsáveis de Cooperação, a fim de dar seguimento e acompanhar o estado da situação e da implementação das ações e mandatos dos Chefes de Estado e de Governo e avaliar a cooperação ibero-americana respectivamente. 

C. Renovação do funcionamento, organização e financiamento da SEGIB

9. Fortalecer a coordenação com os organismos ibero-americanos (OEI, OISS, OIJ e COMJIB), para realizar ações conjuntas que contribuíam para a optimização e racionalização dos recursos humanos e financeiros, tais como unificar os atuais Escritórios de Representação em Escritórios Ibero-Americanos. Dessa forma, estabelecer um Grupo de Trabalho de composição aberta, convocado pela Secretaria Pro Tempore e em consulta com os organismos ibero-americanos, elabore propostas que permitam avançar no processo de integração e de renovação institucional, as quais serão apresentadas na I Reunião Ordinária de Coordenadores Nacionais e Responsáveis de Cooperação, com vista à sua adoção na XXIV Cúpula Ibero- Americana. 

10. Instruir a SEGIB para que proponha à CELAC o estabelecimento de um contacto regular e de cooperação e que alargue a sua relação com a União Europeia, em particular no quadro da alternância das Cúpulas Ibero-Americana e CELAC-UE. 

11. Convocar antes do final do mês de Abril de 2014, uma Reunião Extraordinária de Coordenadores Nacionais e de Responsáveis de Cooperação, com vista a dar directrizes à SEGIB para elaborar a proposta de orçamento de 2015, que conterá, entre outras, as prioridades orçamentais e o montante total do orçamento, tendo em conta:

a. Um relatório de um grupo de trabalho de composição aberta, convocado pela Secretaria Pro Tempore , para realizar uma avaliação de maneira integral das oficinas regionais, com propostas relativas à continuidade ou não das mesmas e, se for o caso, o seu financiamento e estrutura.

b. Um relatório de um Grupo de Trabalho de composição aberta, convocado pela Secretaria Pro Tempore para propor a escala de quotas aplicáveis. c. A alteração da actual proporção das quotas que aportam os países da SEGIB, para passar gradualmente em três anos, da atual percentagem de distribuição de 70% para os países da Península Ibérica e 30% para a América Latina, a uma nova distribuição de 60%/40%. O critério de gradualidade não será aplicado à quota de Portugal.    


 

Documento Original:  http://segib.org/sites/default/files/RESOLU%C3%87AO%20RENOVA%C3%87AO%20DA%20CONFER%C3%8ANCIA-XXIII-P.pdf

Cúpula Ibero-Americana identifica novas prioridades em um mundo globalizado

17/10/2013 - 9h10

Da Agência Lusa

Cidade do Panamá – A identificação de novas prioridades, um novo modelo de organização e a renovação da cooperação serão temas em destaque na 23ª Cúpula Ibero-Americana, que ocorre amanhã (18) e sábado na Cidade do Panamá.

Os desafios emergentes na esfera política, econômica, social e cultural, a melhoria da organização das reuniões de cúpula, a renovação da cooperação ibero-americana e suas implicações no funcionamento, na organização e no financiamento da secretaria-geral vão ser debatidos no encontro, que tem como lema “O papel político, econômico, social e cultural da comunidade ibero-americana no novo contexto mundial”.

Está confirmada a presença da maioria dos líderes políticos de 19 países latino-americanos e de três países europeus (Espanha, Portugal e Andorra, que participa desde 2004), na reunião, realizada anualmente, em que o espanhol e o português são as línguas oficiais. A primeira ocorreu em 1991, em Guadalajara, no México.

Portugal estará representado pelo presidente da República, Cavaco Silva, e pelo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, que também têm prevista uma visita ao Canal do Panamá, uma ligação de cerca de 80 quilômetros entre os oceanos Atlântico e Pacífico, inaugurada há 100 anos e em fase de expansão.

Nos dois dias da conferência na capital panamenha - e apesar da reunião não ter como base um tratado internacional, e sim declarações de caráter político - vão ser ainda abordados os grandes desafios que enfrenta a América Latina em um mundo globalizado.

Uma comissão presidida pelo ex-presidente do Chile Ricardo Lagos destaca como prioridades o desenvolvimento de uma estratégia de comunicação destinada a fornecer maior visibilidade aos programas, iniciativas e projetos de cooperação.

No âmbito do diálogo político, devem ser abordados grandes temas de debate internacional, incluindo os da cúpula do G20 - o grupo das maiores economias mundiais -, como os problemas da segurança dos cidadãos, o crime organizado e um novo “marco conceitual e de cooperação” sobre os fluxos migratórios em nível global.

Nesse aspecto, destaca-se que a crise econômica no espaço europeu, em particular na Península Ibérica (Espanha e Portugal), tem causado o regresso de imigrantes instalados nos dois países e o aumento da emigração europeia para a América Latina.

A cooperação nas áreas econômica e social e uma proposta para alterar a frequência anual dos encontros de cúpula para períodos bianuais também vão constar da agenda. O objetivo é que seja destinado mais tempo a um “diálogo aberto e informal” entre os participantes.

As decisões adotadas formalmente devem passar a ser abordadas pelos chefes da diplomacia, com destaque para a importância das cúpulas entre a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) e a União Europeia (UE).

Em um mundo global e interdependente, a 23ª Cúpula propõe-se a concretizar os três espaços que podem proporcionar projeção política à comunidade ibero-americana: o do conhecimento, o da tecnologia e inovação e o da cultura.

O Centro Ibero-americano da Universidade de São Paulo (CIBA) tem a satisfação de promover a jornada de atividades e confraternização da Cátedra José Bonifácio (programa 2013), das 16 às 20 horas de quinta-feira, dia 28/11, na Faculdade de Economia e Administração (FEA/USP), localizada no campus da Cidade Universitária.

16 horas (Sala G1 - FEA/USP)
Palestra do Prof. Pedro Dallari, coordenador do CIBA, sobre as perspectivas de mudança nas cúpulas Ibero-americanas e na estrutura institucional da SEGIB e do espaço ibero-americano.


17 horas (Sala G1 - FEA/USP)
Reunião entre os pesquisadores e a organização da Cátedra,  dando sequência às atividades em 2013 e 2014 (formalização do grupo de pesquisa, lançamento de coletânea de artigos com a presença de Ricardo Lagos, oferecimento de disciplina de pós-graduação no Instituto de Relações Internacionais, etc.).


19 horas (Biblioteca da FEA/USP)
Coquetel de confraternização e lançamento da coletânea “Desafios da Globalidade - Impasses nos grandes Regimes Internacionais: Relações de Poder e Meio Ambiente”, que reproduz palestras realizadas em 2012 e 2013 no âmbito do programa Conferências USP.

Rua da Praça do Relógio, 109, Bloco K, 3º andar, sala 313
Cidade Universitária, São Paulo-SP, CEP 05508-050
Tel 55 (11) 3091-8353